Que fazer?

para além das ciências sociais, a violência no mundo da interacção simbólica

ESTES SÃO O TÍTULO E O SUBTÍTULO DO LIVRO QUE FAZ A TRANSIÇÃO ENTRE O BLOG “O que é a sociologia?” E O PRESENTE BLOG. O ACTUAL BLOG É O DESENVOLVIMENTO DO QUE FICOU FIXADO NESTE LIVRO, CUJA BREVÍSSIMA APRESENTAÇÃO SE SEGUE:

Em tempos de anúncio de catástrofe ecológica provocada pela acção humana, a civilização ocidental volta-se para passados míticos à procura de autoridades legítimas, em busca de segurança. As ciências, e em particular as ciências sociais, divididas, parecem incapazes de oferecer esperança no futuro e nas capacidades humanas.

Em defesa da bandeira polaca, em batalha de Chocim

A recuperação da unidade das ciências com a esperança e a confiança exige reconhecimento e compreensão dos condicionalismos institucionais que sequestraram as pessoas, e as ciências, subordinadas à lógica imperial, com a cumplicidade das ciências centrípetas.

O que há a fazer é identificar a necessidade de libertar as ciências do muros que elas próprias construíram, transformando-as em ciências centrífugas, construtoras de pontes. Para tal há que contar com a oposição dos interesses imperiais e fazer alianças com as estratégias de libertação da acção humana para harmonização com a natureza. Só a convergência dos movimentos sociais possibilitará a institucionalização das novas liberdades cognitivas na ciência e nas profissões.  

Reconhecer o diferente como semelhante

Apresentação

Introdução

A violência escamoteada do império

Como conquistar o respeito político para a ciência?

Quem faz o trabalho sujo?

I PARTE

Capítulo 1. Sintomas da síndrome de Estocolmo

Capítulo 2. Fazer pontes entre as ciências sociais e a ciência

Capítulo 3. Novos caminhos para as ciências sociais

Capítulo 4. O sequestro das teorias sociais

Capítulo 5. A violência do poder

Capítulo 6. Retomar o caminho científico de Mead

II PARTE

Capítulo 7. Dos limites dos objectos de estudo

Capítulo 8. Sociedades centrífugas e centrípetas – vislumbres

Capítulo 9. A chantagem emocional nacionalista

Capítulo 10. Linguagens, discriminações e esperanças

Capítulo 11. Difusão multinível do espírito imperial

Capítulo 12. Mead centrípeto e Mead centrífugo

Capítulo 13. Violência

Conclusão – aliança sacrificial da sociedade com o estado imperial


Um comentário em “Que fazer?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.